Embora a maioria dos insetos seja benéfica para o homem e para os ecossistemas em geral, uma pequena minoria compete conosco, principalmente pelas plantas cultivadas, ou então são transmissores de doenças para nós e para os animais domesticados. 
 
 
"Quando o homem surgiu na face da terra, os insetos já
habitavam a terra há milhões de anos. Muitos destes insetos causam prejuízos ao
homem e animais, sejam através dos danos às plantações, ou através da
transmissão de doenças. Apesar destes insetos prejudiciais terem mais atenção, a
maioria das espécies são benéficas para o homem e meio ambiente.  
  
Muitos insetos, tais como as abelhas, vespas e borboletas, ajudam na
polinização das plantas; a polinização é uma espécie de simbiose que dá às
planta a capacidade de se reproduzirem com mais eficiência, enquanto que os
polinizadores ficam com o néctar e pólen.  Alguns insetos também produzem
substâncias úteis para o homem, como o mel, a cera, a laca e a seda. As abelhas
e os bichos-da-seda têm sido criados pelo homem há milhares de anos e pode
dizer-se que a seda afetou a história da humanidade, através do estabelecimento
de relações entre a China e o resto do mundo. Em alguns lugares do mundo, os
insetos são usados na alimentação humana, enquanto que noutros são considerados
tabu".       
  
 

    Author

    Christiane Ramos, bióloga, professora da rede pública de ensino do Rio Grande do Sul. 

    Archives

    Dezembro 2013

    Categories

    Todos